As tribos mais estranhas do Japão

segunda-feira, 25 de agosto de 2008

Ao contrário do que ocorre aqui em nosso país, no Japão os pais fiscalizam os estudos dos filhos atentamente. Sempre os pressionando e cobrando resultados satisfatórios dos pimpolhos. Tamanha pressão fez com que surgissem diversas tribos formadas por jovens, que encontraram na extravagância dos costumes uma maneira de responderem a tamanha cobrança feitas por pais e professores. Existem muitas tribos no Japão, cada um com uma forma de vestir-se, de se comunicar e com gostos diferentes, mas todas tem um objetivo singular: chamar a atenção. Sem contar os rockeiros, góticos, punks e clubbers lá existem também algumas tribos propriamente orientais que na sua maioria não tem nenhum apelo político ou ideológico, apenas estético.

Kogal
Kogal significa estudante de colegial e é assim mesmo que elas se vestem. Elas são conhecidas por usar botas plataformas, minisaias, maquiagem, cabelo tingido normalmente em loiro ou castanho, bronzeadas artificiais e usam acessórios de designers. Quando elas não estão com seus uniformes, gastam muito dinheiro com roupas da moda, pois elas querem sempre estar antenadas e ter acessórios modernos como celulares super high-tech, lenços da Burberry e bolsas Louis Vuitton. Acho que podemos dizer que as Kogals são fashion victims.





Ganguro
As ganguro, assim como as outras tribos, podem ser encontradas no bairro de Shibuya, Ikebukuro e Harajuku; o estilo delas é basicamente: cabelos loiros, pele extremamente bronzeada, delineador preto e branco, cílios falsos, unhas postiças, sapatos de plataforma e roupas muito coloridas. O estilo de música preferido desses grupos é um segmento dance chamado Para-para. Na mídia esse estilo é muito criticado e foi bastante popular em 2000. Da tradução, ganguro significa "cara-preta" ou "câncer de pele".





Yamamba
Agora existe as Yamambas e elas são uma “evolução” das ganguro. Essas garotas usam a pele mais bronzeada ainda, cabelo descolorido (deixando um loiro branco ou bem tingidos e muitas vezes enfeitando com flores de hibisco), batom branco, muita sombra branca, algumas vezes lentes de contato coloridas, roupas de plástico e acessórios inapropriados. Elas adoram coisas neon e plumas. Da tradução, Yamamba significa "Bruxa da Montanha", e não teria nome melhor para elas. Muitas (inclusive algumas ganguro) são literalmente "porcas", suas casas vivem bagunçadas, sujas e desarrumadas, lembrando muito o estilo hippie.





O interessante é que elas fazem uma referência ao antigo teatro japonês Kabuki, onde todos os artistas ficavam mascarados. Essas ai dá até medo, hehe.



O louco disso tudo é que elas são assim 24 hrs por dia, não se montam para ir a alguma festa ou evento, vão para todos os lugares desse jeito ai. Pra finalizar um video compilado com as dita cujas:



Fonte de apoio: Dressing up

8 comentários:

  1. Alberto Pereira Jr. disse...

    MEEEEEEEEEEDOOOO

  2. Anônimo disse...

    As melhores tribos sem dúvida, originalidade total..

  3. Anônimo disse...

    RIDICULOOO...........

    ORIGINAL? NAO FEIO...
    TEM Q SER LOUCO PLA ANDAR ASSIM...
    MAIS PENSANDO BEM LOUCURA NAO ME FALTA PLA VIRAR UMA YAMAMBA...MAIS SO DPS Q EU BEBER UNS 15 COPOS DE CACHAÇA

  4. Anônimo disse...

    ^
    gente sem cultura é foda,né. :)

  5. Lalih Lovesick disse...

    ORIGINAL, sempre.

  6. Lia disse...

    Não tem um significado cultural, como os outros estilos, mas é tão "bonito" quanto. Originalidade é a palavra exata pros adolescentes japoneses e japonesas!

  7. po¢o disse...

    ADORO, esse estilo *-*
    muito original

  8. Fuuyuki disse...

    Nao tem nada de ridiculo
    cada um gosta de uma coisa .-.
    Se elas se vestem assim
    eh pq se sentem bem assim
    nao e tao feio
    tem coisas muuito piores
    Tipo Cyber Goth
    isso sim da medo

Postar um comentário

GlossyBlue Blogger by Black Quanta. Theme & Icons by N.Design Studio
Entries RSS Comments RSS